Importância da cadeia da construção é destaque na abertura da Feicon 2024

Anamaco Cadeia da construção BLOG

Na solenidade que deu início à feira, autoridades destacaram a relevância do matcon e pontuaram ações necessárias para novos avanços.

 

Começou a considerada maior e mais completa feira do setor de construção civil da América Latina: a Feicon 2024. A cerimônia de abertura, realizada em 2 de abril, no Expo São Paulo, contou com a presença de diversas autoridades e entidades representativas do setor, incluindo o governador do estado de São Paulo, Tarcísio de Freitas. 

 

“A cada feira, a gente tem visto que a feira do ano seguinte é superior à do ano anterior. Estamos sempre quebrando recordes, são sempre mais expositores, é sempre maior procura, são mais negócios, aqui é um espaço interessante para compartilhar novidades, para ver o que o setor está apresentando, em termos de material de construção, em termos de tecnologia. Que seja um grande sucesso como tem sido”, destacou. 

 

Em 2024, a Feicon está ocupando uma área total de mais de 77 mil metros quadrados, com uma área de exposição de 40 mil metros quadrados. Houve um crescimento de 31% no número de expositores, totalizando 710, e mais de mil marcas presentes. A expectativa é receber mais de 100 mil visitantes do Brasil e de mais de 70 países, um aumento de 16% em relação ao ano anterior. 

 

Apoio governamental no setor da construção

 

Cassio Tucunduva, presidente da Anamaco, em seu discurso de abertura ressaltou a importância do setor e sua representatividade, bem como sua contribuição para a geração de emprego e arrecadação no setor da construção. “Loja de material de construção é instrução para aquele que vai comprar, é emprego e arrecadação! Nós temos que dar a devida atenção a isso”, disse.

 

Compromisso com a isonomia comercial

 

O presidente também antecipou o tema de sua palestra “A Busca da Isonomia Comercial” que será ministrada durante o Encontro VMC, no dia 3, às 9h. “Há um bom tempo, a nossa classe de material de construção tem sentido uma deficiência em termos de isonomia”, destacou. Tucunduva aproveitou ainda a presença do governador para pedir apoio ao projeto “Minha Casa Linda” da deputada estadual Daniela Alonso, baseado no projeto do Estado do Pará, que, segundo afirma, dará uma nova dinâmica às lojas de material de construção.

 

A deputada estadual de São Paulo, Dani Alonso, ressaltou o papel das Acomacs no Brasil, destacando a importância da união e colaboração dentro do segmento da construção civil. “Eu que já fui uma presidente de Acomac do nosso oeste paulista, hoje estou como presidente da Federação do Estado de São Paulo, pra mim foi sempre um aprendizado muito grande caminhar ao lado de vocês e entender como funciona o nosso seguimento, as nossas maiores necessidades, as nossas maiores virtudes e, principalmente, onde nós podemos chegar juntos”, disse. 

 

“As pessoas que estamos vendo hoje, são responsáveis por juntos termos essa união do segmento da construção civil”, afirmou. Alonso também enfatizou o papel fundamental do governador de São Paulo na promoção e desenvolvimento do setor, ressaltando a contribuição significativa da indústria da construção para o estado. “Nós sabemos o quanto é importante o nosso segmento e o quanto a gente movimenta juntos na cadeia da construção civil. Quero reiterar minha satisfação em ver o quanto o senhor tem contribuído, governador, pelo estado de São Paulo”.

 

Fortalecendo a representatividade política no setor

 

O deputado federal Capitão Augusto, presidente da Frente Parlamentar em Defesa do Comércio de Material de Construção (FMC), recordou a criação da Frente Parlamentar para representar o segmento na Câmara Federal. “Por incrível que pareça, um segmento tão grande e tão forte como este não tinha uma representatividade política específica na Câmara dos Deputados, que é onde são discutidos e aprovados todos os projetos de diversas categorias e instituições”, afirmou. O deputado destacou o trabalho realizado durante a pandemia, quando as lojas de materiais de construção precisaram fechar suas portas por quase 20 dias. Utilizando a FMC, conseguiram publicar no Diário Oficial da União um edital considerando as lojas de materiais de construção como serviços essenciais. “Foi novamente um período de ouro para as lojas de materiais de construção, tão importante para todo o segmento e especialmente para os fabricantes, que dependiam das lojas para escoar suas mercadorias”, acrescentou. O deputado também aproveitou a presença do ministro Empreendedorismo, da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte do Brasil, Márcio França, para convidá-lo a se juntar à Frente Parlamentar e ao trabalho que estão realizando agora.

 

“A Feicon não seria possível sem as associações que os senhores representam”, enfatizou Claudio Della Nina, Manager Director da RX para a América Latina.

 

“Nós não somos uma das maiores feiras da América Latina, somos uma das maiores do mundo”, disse o presidente da CBIC, Renato Correia.

 

Estiveram também presentes na cerimônia de abertura da Feicon, o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Material de Construção, Maquinismos, Ferragens, Tintas, Louças e Vidros da Grande São Paulo (Sincomavi), Reinaldo Pedro Correia e o presidente executivo da ABRAMAT, Rodrigo Navarro.

Posts Recentes