Acomac-MG em prol do cumprimento da lei que considera o setor de varejo de matcon como essencial

Desde o início da pandemia de Covid-19 (coronavírus), o sistema Anamaco vem lutando para que os decretos estaduais e federal, que classificam o segmento de varejo de material de construção como serviço essencial, sejam cumpridos. Mas ainda há prefeituras, em diferentes pontos do país, que não têm acatado as determinações destes decretos. É o caso de alguns municípios no estado de Minas Gerais. Flávio Gomes, presidente da Acomac-MG, tem lutado de forma aguerrida para que as lojas de material de construção permaneçam abertas, neste período de quarentena. Claro, respeitando todas as normas de segurança e de etiqueta social para que não haja disseminação do coronavírus.


A batalha em algumas cidades mineiras tem sido mais acirrada. Em Uberlândia, por exemplo, a Acomac-MG, no último dia 9 de julho, entrou com um mandado de segurança para garantir o funcionamento da lojas.


Flávio Gomes, presidente da Acomac-MG, e a luta em prol do cumprimento das leis que consideram o setor de Matcon como essencial, neste período de pandemia.


“Sabemos do momento desafiador que vivemos, mas não podemos ficar nesta insegurança jurídica. O setor de varejo de material de construção, com a força e a pujança orquestrada por 140 mil lojas em todo o país, foi considerado por lei federal como serviço essencial. Portanto, a Acomac-MG continuará lutando para que esta determinação seja cumprida, a qual garante o funcionamento das lojas em todo o Brasil,” diz Flávio.



Assistam ao vídeo do presidente Flávio Gomes sobre o tema. O sistema Anamaco segue em sinergia como este momento, cuja união de esforços tem feito toda a diferença.



114 visualizações

Receba nossas novidades e informações setoriais!

LOGO BRANCO - ALVO FULL.png
  • Curta nossa Página!
  • Siga-nos no Instagram
  • Siga-nos no Twitter!
  • Acompanhe-nos no LinkedIn!

© 1984 - 2020 Anamaco - Todos os direitos Reservados. Desenvolvido por Organix Comunicação.