top of page
  • press

A FEICON 2024 tem componentes de todo o Brasil e muita mão na massa

Por Ana Paula Pinto - Gerente da FEICON


Começo este texto fazendo um pedido: pense em abril de 2024. Parece distante ainda, né? Para nós, da FEICON, já está logo ali porque passamos o ano todo pensando nele. Estamos a todo vapor nos preparativos da próxima edição do evento mais completo para a indústria de construção na América Latina. E um dos pilares de toda essa jornada é o diálogo com o mercado, que fazemos de várias formas, entre elas, percorrendo esse Brasilzão para saber de perto o que é ideal para gerar cada vez mais valor para quem estiver no SP Expo durante o evento.


Quando o visitante está no pavilhão durante uma FEICON e vê ali reunidas milhares de soluções e tendências da indústria, além de dezenas de horas de conteúdo que enriquecem a sua atuação, tudo aquilo se mostra cuidadosamente pensado para ele ou ela. E, sim, é mesmo. Nós, da RX, contamos com um time de especialistas que conduz conosco um trabalho de inteligência que começa muito antes da realização de cada evento. Entre eles, estão as entidades parceiras, que desempenham um papel muito relevante nesta estratégia.


Trago um pouco mais de contexto. Sabemos que o Brasil é um país com dimensões continentais. O universo de estabelecimentos ligados à construção, segundo levantamento de 2021 da Anamaco, são mais de 140 mil. Cada região com suas características culturais e comportamentais que, claro, refletem nas transformações urbanas. Que ideias, recursos, materiais e tecnologias pensadas e aplicadas localmente no Nordeste, por exemplo, poderiam contribuir em mercados do Sul? Que fornecedores de Minas Gerais têm soluções que resolveriam questões no Pará?


Essas prováveis conexões existem, mas podem ser potencializadas. Daí, a importância de um evento como a FEICON que, em quatro dias, reúne todo o mercado brasileiro em um só local, proporcionando experiências e fortalecendo relacionamentos em prol de negócios. Para isso, é preciso conhecer e mapear realidades e necessidades e é neste ponto que o trabalho com parceiros se torna ainda mais essencial.


Parcerias e encontros estratégicos

A rede de apoio de um evento como a FEICON, que só na última edição reuniu mais de 102.500 visitantes, é grande. E fundamental. O trabalho em parceria com a Anamaco, por exemplo, vem avançando no sentido de aproximar os mercados regionais ainda mais do evento. Um indicador disso foi o suporte em 2023 de nada menos que 3 Federações das Associações dos Comerciantes de Material de Construção (Fecomacs) e 42 Associações dos Comerciantes de Material de Construção (ACOMACs), com representantes de todas as regiões do país, de norte a sul. Fora as caravanas organizadas por essas associações vindas também de todo o país para visitarem a feira.


Para ampliar ainda mais esse escopo, durante este ano, fiz questão de ir pessoalmente a encontros regionais que proporcionam mais pontos de contato com a indústria, o comércio, lideranças setoriais e governos, o que é extremamente rico para a organização da nossa FEICON. Uma verdadeira jornada com o objetivo de construir uma feira ainda mais atual e conectada.


O exemplo mais recente foi o Matercon 2023, no fim de outubro, na Bahia. Mas antes tivemos o Ecomac Nordesde, em Pernambuco e o Ecomac Sul, em Florianópolis. O primeiro realizado em agosto e o segundo em setembro. E a primeira de todas, abrindo a temporada de encontros em junho, foi a Ecomac Sudeste, no Espírito Santo. Todos estes encontros promoveram discussões atuais e relevantes, além de oferecer um clima super agradável de confraternização e um “esquenta” para as novidades que veremos no nosso grande momento do ano, a FEICON, em abril de 2024.


Além destes encontros de mercado, a Anamaco é fonte de informação para a FEICON, assim como grandes entidades de referência: ABRAMAT, CBIC, Sincomavi e Inovatech, entre outras muito importantes no setor. Um evento tão completo, que traz toda a indústria expondo suas novidades, promovendo conteúdo e negócios com varejistas, construtoras, engenheiros, arquitetos e profissionais do setor de todo o país, só pode ser construído com muitas peças e componentes. Essa é a chave de sucesso da FEICON.


O ano de 2023, contudo, ainda não acabou. Temos mais um importante compromisso no mês de novembro, que é o Prêmio Anamaco, considerado o Oscar® da construção. Vamos encerrar esse ano e recarregar as baterias para começar 2024 na mais alta potência para a reta final de mais uma edição dessa feira linda para todo o mercado.


Aproveito para deixar aqui o convite para que todos acompanhem os conteúdos que produzimos para o setor em nosso site, redes sociais e newsletters por e-mail – é por eles que avisaremos quando o credenciamento estará aberto. Vejo vocês no São Paulo Expo, de 02 a 05 de abril, para mais uma FEICON, feita com muito carinho para o setor de construção.




91 visualizações0 comentário
bottom of page